[PDF / Epub] ☀ Le travail intellectuel Author Jean Guitton – Saudionline.co.uk

Le travail intellectuel files Le travail intellectuel, read online Le travail intellectuel, free Le travail intellectuel, free Le travail intellectuel, Le travail intellectuel 99b886bbc Le Travail Intellectuel Conseils Ceux Qui Tudient EtLe Travail Intellectuel Est Beaucoup Plus Qu Un Manuel De Style, Une Introduction La Mthodologie De L Apprentissage Ou Une Rcolte De Conseils Rudits Il S Agit L, En Effet, De La Cration Magistrale D Un Des Humanistes Les Plus Grands Du Sicle Qui Vient De Passer Le Travail Intellectuel De Guitton Apprend Au Lecteur Les Outils Fondamnetaux Pour Tout Travail De L Esprit, Tout En Soulignant Avec Lgret Et Clart Le Travail Intellectuel Conseils Ceux Qui Tudient EtConseils Ceux Qui Tudient Et Ceux Qui Crivent, Le Travail Intellectuel, Jean Guitton, Aubier Des Milliers De Livres Avec La Livraison Chez Vous Enjour Ou En Magasin Avec % De Rduction Travail Intellectuel Dfinition De Travail Intellectueltravail Intellectuel Nmprocessus De L Intellect Par Lequel Il Construit Les Idesaction De Rflchir, D Examiner Par La Pense Une Ide, Une Situation, Etc Jean Guitton, Le Travail Intellectuel Fiche De Lecture Tout Travail Oblige Une Concentration De Pense Sur Un Point, Mais Ce N Est Pas Ncessairement Le Point Principal Toute Prcision Est Victoire Mais Il Faut Se Souvenir Que Toute Attention Particulire Comporte Un Risque, Si Elle Ne S Accompagne D Une Attention L Ensemble Et Ce Dernier Acte Est Voisin Du Repos Parce Qu Il Exige De La Dtente Dans L Intelligence Et Mme Dans LeLe Travail Intellectuel Travail Et Philosophie, XVIIeLe Propos De Cet Article Est De Rduire Cet Cart Entre Deux Usages Historiens Du Mme Terme Travail En Faisant Jouer Ensemble Des Sources Sur La Mise En Uvre Politique Et Rglementaire Du Travail Intellectuel Comme Travail, Sur La Transformation De La Pense Du Travail Vcu Comme Travail Intellectuel, Et Sur La Production De Formes De Travail Intellectuel Qui Se Donnent Pour Objet Le Travail Des Autres, Travail Intellectuel, Une Ralit Quotidienne Le Travail Intellectuel Se Fait Par N Importe Quel Homme, En Fonction De Sa Capacit Intellectuelle Et Des Outils Dont Il Dispose L Enfant Ds La Maternelle, Qui Arrive Distinguer Les Lignes Droites Et Les Cercles, Ou Colorier Des Espaces Limits Par Exemple, Ne Fait Il Pas L Un Travail Intellectuel La Potire Au Village Qui Utilise Son Intelligence Pour Faire Des Marmites Ne Fait Elle Pas Un Travail Intellectuel Le Travail Intellectuel L Ordre, La Clart, L CritureLe Travail Intellectuel L Ordre, La Clart, L Criture, Manies Des Crivains Par Albert Cim Auteur Cim, Albert Auteur Du Texte Diteur Paris Date D DitionSujet Travail Philosophie Type Monographie Imprime Langue Franais Langue Travail Manuel Ou Intellectuel, Le Clivage Qui Dure DepuisTravail Manuel Ou Intellectuel, Le Clivage Qui Dure Depuis Des Sicles FOCUS Depuis L Antiquit, La Dichotomie Entre Travail Manuel Et Intellectuel Subsiste


10 thoughts on “Le travail intellectuel

  1. says:

    Um manual de conselhos a quem deseja se dedicar à uma vida de estudos.

    Um livro muito inspirador, que derruba muitos mitos em torno de como devemos estudar. Muito mais importante que a quantidade de horas que dedicamos, de maneira normalmente desordenada, aos livros, Guitton nos mostra como a qualidade tem muito mais importância. Ao invés de querer saber de tudo, é melhor saber poucas coisas em profundidade e ir construindo os novos conhecimentos a partir destas poucas coisas.


  2. says:

    O livro é destinado a aqueles que estudam e que desejam aprimorar ou encontrar um método para o trabalho intelectual. A energia mental que capacita ao intelecto dar forma, produzir algo bom a partir da leitura de bons livros, precisa ser aplicada com concentração e disciplina, ambas são parte do que se chama método. O objetivo da obra é, portanto, auxiliar com regras e conselhos, a melhor forma de adaptar o espírito ao estudo, de modo que seja regrado e proveitoso. Assim sendo, o livro de Jean Guitton serve como uma sequência espiritual do livro "A Vida Intelectual" de Sertillanges, ambos se complementam muito bem e fornecem ao leitor valiosos conselhos referentes a leitura e o estudo, à escrita e à reflexão.


  3. says:

    The intellectually weak work of a christian apologist. Like most French products he masquerades slogans as deep thinking. And that is about it. god is great, everything good comes from god, if it's bad, it comes from humans. if it's bad, but turns out to be good, god works in mysterious ways. And he can't built up an argument. Always going back. So he sets his conclusions and goes back cherry picking the arguments.

    In the end, this is the exact opposite: how NOT to reason.


  4. says:

    This is a must read.

    It has tips and tricks for writing. It is about how people learn and teach.


  5. says:

    Essa obra vai na linha de "A Vida Intelectual" de Sertillanges, por isso não traz maiores reflexões do que aquele clássico. Ainda assim, a quem se interesse pela vida intelectual, é mais uma daquelas obras que acalenta o intelecto e o espírito.
    Algumas frases são bastante notáveis:
    "Um intelectual ... pouco possui de conhecimentos à sua disposição imediata, tendo de recorrer aos livros ou a um longo exercício preliminar. A diferença entre a sua inteligência e a dos homens comuns consiste na utilização feita, com elegância, do que sabe. A isso ele se adapta maravilhosamente" p. 36.
    "O valor de um espírito não está tanto na sua ciência (há os dicionários ao alcance da mão), mas na posse de hábitos perfeitos que lhe permitam adaptar o seu saber e os seus princípios à singularidade de casos sempre novos e, inversamente, julgar o proveito que pode tirar do que lhe é oferecido pelo acaso" p. 36.
    Aos jovens:
    "Não procures, portanto, o melhor. Mas àquilo que neste momento está entre as tuas mãos, ao que fazes presentemente, imprime, com a aplicação do espírito, essa dignidade de ser o melhor" p. 154.
    "Procura a verdade. Diz apenas o que julgas saber, cala-te a respeito de tudo o mais. Exprime-te com sinceridade e recusa as construções com floreios. Desce ao puro, ao profundo, ao autêntico. Se acontecer que, uma vez encontrada a verdade, tenhas de comunicá-la, fá-lo-á da maneira mais conforme à tua verdade interior" p. 154.


  6. says:

    Gostei bastante da experiência de ler este livro. Ele é direcionado a escritores, mas escrito de maneira que os conselhos são úteis a qualquer atividade intelectual. A leitura é leve e os capítulos são diversificados.
    Destaco as partes em que explica a dualidade entre a liberdade do escritor para ter ideias e estimular a criatividade e, por outro lado, a necessidade de ter aulas maçantes e monótonas durante a juventude para suportar a monotonia e morosidade que é escrever.


  7. says:

    “Ama apenas o que é verdadeiro, e, por causa desse amor, evita a companhia exclusiva de pessoas inteligentes....”


  8. says:

    Bons conselhos para o trabalho intelectual, especialmente leitura, organização das ideias e redação. Mas nas referências e divagações, torna-se um pouco maçante.


  9. says:

    O livro em si é fantástico, seguindo a tradição de obras como A Vida Intelectual, de Sertillanges — livro citado pelo autor como um daqueles que inspiraram a escrever o dele como complemento:

    Este pequeno livro de conselhos completa um outro, A Nova Arte de Pensar. O seu propósito é semelhante: nasceu de um mesmo sentimento de profunda amizade pelos estudantes, sobretudo por aqueles que sofrem dos males causados pela desorganização e pela solidão.

    Acredito que Guitton alcançou esse objetivo de fazer de seu livro um suporte para os que sofrem dos males descritos. É um livro eminentemente prático.

    Se não atribuo cinco estrelas, senão quatro, a esta obra é porque a tradução portuguesa deixa a desejar. Em vários trechos os equívocos dos tradutores chegam a inverter o sentido do texto — por exemplo, nas instâncias em que traduziram “pourtant”, que em francês significa “no entanto”, “todavia” etc., por "portanto".

    Não obstante, é um excelente livro, e será um afortunado aquele que se deparar com um volume dessa edição lusitana, hoje tão rara.


  10. says:

    This book is a great complement to Sertillanges' "The Intellectual Life". Although it lacks the philosophical and almost poetic style of Sertillanges, "A Student's Guide to Intellectual Work" has the virtue of giving more practical and straightforward tips and methods, especially in chapters five to eight, for students "who suffer with isolation and disorganization". His words in writing and remembering the ideas of a text efficiently may be, for some students, priceless; I also really like the last chapter, "Fragments of a letter to a young of our time", because he shows that he knows the struggles of students perfectly. I don't think it's a "must read" like "The Intellectual Life", but it's definitely a special addition to anyone interested in the intellectual work.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *